Share

Segunda da deprê

Já ouviu falar do “dia mais deprimente do mundo”? Aparentemente, a terceira segunda-feira do ano é quando a maioria das pessoas em todo o mundo se sente deprimida.

Enquanto os brasileiros podem estar aproveitando o primeiro mês do ano com viagens à praia, churrascos no quintal e preparando para o carnaval, a maioria da população mundial vive no hemisfério norte. Para eles, janeiro traz o auge do inverno e o fim das festas de fim de ano.

Em 2004, o psicólogo britânico Cliff Arnall decidiu identificar o dia mais triste do ano. Criando sua própria fórmula, ele chegou no que foi chamado de “Blue Monday”: a terceira segunda-feira de janeiro. É quando, em média, as pessoas percebem que as férias realmente acabaram, há mais uma semana até o dia de pagamento do final do mês, então o dinheiro está curto, a próxima pausa no trabalho está a meses de distância e tempo suficiente se passou desde o Ano Novo para ver que suas metas anuais não estão indo a lugar nenhum. As pessoas estão com frio, sem dinheiro e se sentindo tristes.

A conclusão de Arnall pode parecer um pouco sombria, mas algumas estatísticas realmente apóiam sua lógica. Nos EUA, por exemplo, o primeiro mês do ano tem sido historicamente um dos mais lentos para as empresas de varejo. Os serviços de hotelaria e alimentação registram a mesma queda nas atividades: o tráfego de pedestres para bares, boates, cafés e restaurantes cai significativamente em janeiro, antes de se recuperar no mês seguinte.

Os psicólogos também relatam níveis mais altos de depressão entre os pacientes durante os meses mais frios. Chame-o de inverno triste ou o mais oficial “transtorno afetivo sazonal” – também conhecido como SAD, um acrônimo bastante adequado – estima-se que entre 10% a 20% dos americanos sofram formas leves dele. As pesquisas no Google Trends também confirmam isso, com o termo “depressão” registrando seus maiores níveis de pesquisa nos países do Norte durante o mês de janeiro.

Embora pareça inegável que janeiro é um mês triste em uma grande parte do globo, alguns especialistas consideram a Blue Monday em particular como um mito e um golpe de relações públicas. Afinal, Arnall fez sua pesquisa para a campanha de marketing de uma empresa de viagens.

O verdadeiro motivo da pesquisa? Revelar o que leva as pessoas a planejar as férias. Arnall descobriu que tendemos a fazer isso quando nos sentimos desanimados. E assim, janeiro é o mês mais deprimente do ano e o mês em que a maioria das viagens é marcada. Pesquisas posteriores feitas pelo Travel Counselors e pela agência de viagens SuperControl chegaram às mesmas conclusões.

Então, se você está começando a se sentir um pouco menos agitado este mês, ou mesmo durante nosso próprio inverno, lembre-se de que você não está sozinho. Talvez algum planejamento de férias em $BKNG e $QAN melhore as coisas.