Share

Mário Silva: “Comprar a um preço atraente pensando no que será do ativo daqui a alguns anos.”

O “No que eu invisto” desta semana é com Mário Silva que compartilha seu estilo de investimento.

Profissão: Sênior Customer Success Analyst

Setor: Financeiro

Idade: 31

Cidade onde mora:  São Paulo, SP

Hobbies: Assistir filmes e séries

 

Quando e como você começou a investir?

Comecei a investir em 2015 quando voltei de um intercâmbio nos Estados Unidos. Tive um pouco de contato com investimentos lá e esse interesse foi despertado em mim. Assim que cheguei ao Brasil abri uma conta em uma corretora para conhecer mais do assunto e investir.

Qual foi o seu primeiro investimento na Stake?

Meu primeiro investimento na Stake foi em ações da Virgin Galactic (SPCE). Era uma companhia que estava muito na mídia há um tempo e me interessaram na época.

 

O que tem no seu portfólio hoje?

Tenho ETFs de commodities como Petróleo (BNO e UCO), Trigo (WEAT), Milho (CORN) e Metais preciosos (AAAU e SLV). Também invisto no Nubank (NU).

 

Como você avalia o seu retorno hoje?

Devido à alta desses produtos recentemente, meu retorno aumentou bastante. Chegou na casa dos 30% na última semana. Estou avaliando se faço algumas mudanças no portfolio para aumentá-lo ainda mais.

 

Quais ativos você acompanha e por que?

Estou de olho no setor de tecnologia agora. O preço da maioria das ações desse setor vem caindo nos últimos meses e é possível que haja um bom preço de compra em breve. Com certeza esse é um setor muito promissor a longo prazo e com as melhores empresas localizadas nos Estados Unidos.

 

Você segue algum modelo de investimento?

Gosto muito da filosofia de buy and hold, embora muitas vezes não tenha a paciência de ficar muito tempo com as ações (risos).

 

Qual conselho você daria a alguém que está entrando no mercado americano agora?

Caso a pessoa não tenha muita experiência em escolher ações, investir em ETFs é uma boa escolha. Com os ETFs você consegue diversificar seu investimento dentro de um setor e geralmente obtém uma rentabilidade mais estável.

 

Conta algum erro que você já cometeu e o que você aprendeu dele?

Vender rapidamente as ações quando tenho um pouco de ganho apenas para vê-las dobrar de preço depois. Com isso aprendi que, com uma boa tese de investimento e investindo nas ações corretas, é preciso ter paciência para ver resultados significativos.

 

Se você fosse comprar uma ação ou ETF agora, qual seria e por que?

Eu compraria Roblox (RBLX). É uma companhia muito interessante e que possui um sistema de desenvolvimento de jogos baseado nas contribuições dos usuários. Ela também possibilita que muitas pessoas tenham acesso a linguagens de programação e possui milhões de usuários. Acredito também que ela está a um preço interessante no momento se pensarmos no longo prazo.

 

Em uma frase, defina seu estilo de investimento.

Comprar a um preço atraente pensando no que será do ativo daqui a alguns anos.

 

Na sua opinião, qual é a vantagem de investir na Stake? 

Investir pela Stake me dá a possibilidade de investir em milhares de ativos, desde commodities a empresas de alta tecnologia. Não tenho essas opções no mercado brasileiro. Aqui consigo investir no setor que eu quiser. Além de tudo, sem corretagem.

 

 

 

*Esse conteúdo é apenas para informação e não deve ser entendido como uma oferta ou recomendação de investimentos. Performance passada não garante resultados futuros. As opiniões expressadas nesse artigo são do entrevistado e não representam necessariamente a opinião da Stake.


Não tem o app da Stake?

Saia na frente! Ganhe uma ação da Nike, Dropbox, GoPro ou uma ação surpresa se você fizer um depósito mínimo de R$1.000 nas primeiras 24h após a abertura da conta.


Relacionados