Share

Jean Carlos: “Comece a investir antes de estar pronto. Esperar pelo cenário ideal não é o melhor caminho.”

O De Olho em Wall Street desta semana é com Jean Carlos, criador da página Investidor Dollynho. Não perca!

“E se pudéssemos usar 100% do nosso cérebro?”

 

Essa é a premissa do filme Sem Limites (2011). Nele, o personagem principal, Eddie Morra, interpretado por Bradley Cooper, é apresentado a uma pílula que faz com que o ser humano consiga usar todo o potencial do cérebro. Ele se aproveita disso para fazer milhões na bolsa de valores.

 

O filme serviu de inspiração para Jean Carlos, criador da página Investidor Dollynho. Jean percebeu que poderia fazer dinheiro com o mercado acionário, mesmo não conseguindo usar 100% de seu cérebro.

 

Ele entrou de cabeça neste universo, organizou suas finanças e sentiu vontade de criar uma rede de investidores para comprovar suas teses. Para isso, pensou em montar uma página com algum diferencial, e escolheu o humor como saída. Foi então que nasceu o perfil Investidor Dollynho, que usa o icônico personagem da propaganda brasileira para falar de finanças de maneira mais leve.

 

Nós conversamos com Jean Carlos para entender como nasceu o projeto e quais suas perspectivas para investimentos no exterior em 2022. Confira:

 

Como começou a investir?

 

Comecei a me interessar por investimentos quando assisti a Sem Limites (2011), filme do Bradley Cooper em que ele multiplica seu dinheiro na bolsa após tomar uma pílula fazendo com que ele usasse 100% do cérebro.

 

Na época, também sofria de desordem financeira, então comecei a poupar para sanar minhas dívidas e procurar maneiras de rentabilizar o dinheiro poupado. Comecei com renda fixa, ações e fundos imobiliários, mas só perdi minha insegurança depois de estudar o assunto.

 

Minha principal fonte de informação foi o Youtube. Isso também foi um dos motivos para criar a página. Queria trocar ideias e não só assistir, queria falar para saber se minhas teses faziam sentido para as pessoas.

 

Tinha a ideia de criar uma página sobre finanças, mas não sabia como ela seria. Fiz uma pesquisa e vi que humor tinha potencial de viralização grande. Além disso, já gostava do personagem do Dollynho por memes que via na internet. Acabei juntando as duas ideias e encontrando uma boa fórmula, mas nunca tive perspectiva de transformar a página em um negócio.

 

Qual caminho indica para quem quer começar a investir?

 

Comece antes de estar pronto. Às vezes, a pessoa espera o cenário ideal para começar, porém não acho que esse seja o melhor caminho. O interessante é começar se expondo, mesmo com pouco dinheiro. É normal cometer erros, mas no início você erra de maneira pequena.

 

Você investe no exterior? Investir fora do Brasil também é possível para quem não tem muita experiência?

 

Comprar ações exige estudos, mas se você não tem experiência, pode se expor em dólar, comprando bonds americanos ou fazendo remessas em dólar para ter uma reserva em moeda forte.

 

Quais as principais oportunidades de investimento no exterior? O que perdemos quando ficamos restritos ao mercado brasileiro?

 

Desde a sua criação, a trajetória do real teve perda de poder de compra de 86%. Isso demonstra o quanto o real perde valor e implica na necessidade de o investidor ter parte de seu patrimônio em moeda forte para se defender da desvalorização.

 

Em que está atento no mercado americano? Algum setor específico?

 

A perspectiva é de retração, porque temos um movimento de aumento da inflação e alta na taxa de juros, então o momento não é dos melhores para pensar em rentabilidade, mas é um bom momento para se expor. Agora é hora de montar posições.

 

Que fatores externos podem afetar o mercado este ano?

 

A guerra. Não sabemos até onde ela pode ir, então a imprevisibilidade do conflito é um fator para ficar de olho. Mas não acho que seja um grande impeditivo para investir; é preciso mais cautela, no entanto.

 

O dólar vai manter a trajetória de alta dos últimos anos ou vamos poder voltar para a Disney?

 

O rumo do dólar para este ano é talvez cair um pouco mais e estabilizar. Com as altas taxas de juros, a tendência é que os investidores peguem créditos fora do país e tragam para o Brasil, aumentando a entrada do capital externo. A minha perspectiva é que o dólar se mantenha no patamar de R$ 4,50.

 

 

*Esse conteúdo é apenas para informação e não deve ser entendido como uma oferta ou recomendação de investimentos. Performance passada não garante resultados futuros. As opiniões expressadas nesse artigo são do entrevistado e não representam necessariamente a opinião da Stake.


Não tem o app da Stake?

Saia na frente! Ganhe uma ação da Nike, Dropbox, GoPro ou uma ação surpresa se você fizer um depósito mínimo de R$500 nas primeiras 24h após a abertura da conta.


Relacionados