Share

Investir no exterior: conheça o setor de saúde

Conheça mais sobre o setor de saúde e suas principais empresas, que representam um mercado com enorme potencial de crescimento e inovação.

Investindo nos EUA: conheça o setor de saúde

 

Uma das consequências do enfrentamento da COVID-19 mundo afora foi chamar a atenção da sociedade para a importância do setor de saúde e dos investimentos em novas tecnologias e pesquisas que melhorem toda a cadeia, passando pela prevenção, com o desenvolvimento das vacinas, pelo diagnóstico e combate às doenças.

 

O setor de saúde é um dos que mais cresce no planeta, seja por ser vital à população — cerca de 19% do PIB americano em 2020 foi gasto com saúde — ou por envolver o desenvolvimento de tecnologias criadas para a medicina, mas que são úteis a outras áreas.

 

As perspectivas para o futuro do setor são muito positivas. Segundo a consultoria internacional Deloitte, os Estados Unidos gastaram cerca de US$ 4 trilhões em saúde em 2020, número que pode mais que dobrar até 2040, chegando a US$ 8,3 trilhões.

 

O tamanho desta indústria nos Estados Unidos pode ser explicado por vários fatores. Em primeiro lugar, o país tem a maior quantidade de empresas de saúde do mundo, com mais de 784 mil companhias no setor. Além disso, outra particularidade do mercado americano é que o gasto por habitante também lidera em termos globais, somando US$ 10.224 por cidadão.

 

Os números superlativos sugerem que o setor é tão vital quanto rentável nos Estados Unidos. Um segmento específico vem se destacando, o healthtech. Por ser ainda pouco explorado, guarda as maiores oportunidades de ganho e pode ser o grande motor da medicina nos próximos anos.

 

Tecnologia e saúde, unidas

 

O healthtech (ou saúde digital) é hoje o principal braço do setor de saúde no mundo. Pesquisas para desenvolver melhores equipamentos e processos movimentam bilhões e são as principais demandantes de investimentos do setor.

 

Segundo a Grand View Research, consultoria americana especializada em análises de mercado, o segmento de saúde digital deverá crescer a uma taxa de 15,1% ao ano até 2028, quando o mercado poderá atingir o valor de US$ 295,4 bilhões. Além disso, na saúde digital alguns nichos devem ser particularmente rentáveis, como o de monitoramento à distância.

 

Um levantamento da Business Insider mostrou que o monitoramento de saúde à distância atingirá a marca de 30 milhões de pacientes até 2024, podendo ter um valor de mercado de US$ 1,7 bilhão até 2027. Nos Estados Unidos, 1 a cada 4 adultos sofre com doenças crônicas no coração, o que explica em parte o otimismo.

 

Os números mostram a pujança do setor de saúde e a possibilidade de um crescimento ainda maior com a chegada de novas tecnologias e métodos de tratamentos.

 

Abaixo você tem um retrato do tamanho do setor com base nas análises das cinco maiores companhias de saúde em valor de mercado nos Estados Unidos.

 

United Health

 

A empresa atua em diversos setores da saúde nos Estados Unidos e em outros 130 países. O principal é o de seguros de saúde, mas a United Health também oferece dados e análises para outros provedores, assim como administra redes de farmácias nos Estados Unidos.

 

  • Valor de mercado: US$ 506,01 bilhões

 

Johnson & Johnson

 

Essa é uma velha conhecida dos brasileiros, especialmente por ter desenvolvido uma das vacinas contra a Covid-19. O principal foco da multinacional é fabricar produtos ligados à medicina que vão desde band-aid e lenços de papel a remédios de alta complexidade.

 

  • Valor de mercado: US$ 480,61 bilhões

 

Pfizer

 

Outra conhecida dos brasileiros, a Pfizer é dona de algumas das patentes mais valiosas do mundo, como Frontal, Zoloft e Viagra. A empresa tem espalhados pelo mundo um total de 1.500 cientistas que cuidam de 500 mil testes de laboratórios e mais de 36 testes clínicos para a aprovação dos remédios da companhia.

 

  • Valor de mercado: US$ 308,60 bilhões

 

AbbVie

 

A empresa nasceu em 2013 como um spin-off dos laboratórios Abbott. O foco da empresa é o desenvolvimento de biotecnologia de ponta. Foi a Abbvie que desenvolveu um dos remédios mais eficazes contra AIDs e abriu a patente do medicamento para democratizar seu uso.

 

  • Valor de mercado: US$ 308,04 bilhões

 

Eli Lilly

 

Fundada em 1876, a farmacêutica se especializou na produção de remédios para tratamentos oncológicos. A Eli Lilly também tem forte atuação na biomedicina, saúde animal e na busca pelo tratamento da diabetes.

 

  • Valor de mercado: US$ 281,58 bilhões

 

 

*Esse conteúdo é apenas para informação e não deve ser entendido como uma oferta ou recomendação de investimentos. Performance passada não garante resultados futuros.


Não tem o app da Stake?

Saia na frente! Ganhe uma ação da Nike, Dropbox, GoPro ou uma ação surpresa se você fizer um depósito mínimo de R$500 nas primeiras 24h após a abertura da conta.


Relacionados