Share

Conheça as vantagens de trocar seus BDRs por ações no exterior

Além da diversidade de ativos disponíveis e da maior liquidez, investindo diretamente nos Estados Unidos, o investidor também conta com um incentivo tributário.

Processo é simples, pode ser realizado sem custos e reduz impostos a serem pagos pelo investidor

Como forma de diversificação internacional e de garantir acesso a empresas americanas, os BDRs (Brazilian Depositary Receipts) têm caído no gosto do investidor. Eles nada mais são do que certificados de depósitos de ações de companhias estrangeiras, negociados no Brasil. Funcionam da seguinte forma: uma instituição depositária adquire a ação da companhia nos EUA (ou em outro país) e emite um recibo, que é negociado na bolsa brasileira.

 

Com cerca de 670 BDRs listados na bolsa, o investidor conta com certa diversidade de escolha na hora de decidir em que companhias quer investir, ainda que o número de ativos disponíveis na bolsa americana seja quase 10 vezes maior. No entanto, boa parte dos BDRs negociados na nossa bolsa de valores sofrem com baixa liquidez, fazendo com que o investidor tenha dificuldade para entrar ou sair de uma posição, podendo sofrer grandes prejuízos no processo.

 

Além disso, também é comum que as instituições depositárias cobrem uma taxa de até 5% sobre os dividendos que as companhias estrangeiras pagam, como forma de remunerar a oferta dos BDRs no mercado brasileiro. E, assim como para os ETFs, também não há isenção de IR na negociação de BDRs, havendo a incidência de 15% de imposto sobre os lucros obtidos na realização de vendas de qualquer montante.

 

Ao investir diretamente no exterior, o investidor conta com toda a liquidez que apenas o maior mercado de ações do planeta pode oferecer, sem ter de se preocupar com taxas de instituições depositárias ou com um número limitado de ativos financeiros à disposição. Acessando diretamente o mercado americano, é possível investir em todos os setores não apenas da maior economia do planeta, mas também em empresas da Europa ou da Ásia, que são negociadas nos EUA.

 

Além da diversidade de ativos disponíveis e da maior liquidez, investindo diretamente nos Estados Unidos, o investidor também conta com um incentivo tributário: caso realize movimentações abaixo de R$35.000 no mês, não há a incidência de imposto de renda sobre os lucros.

 

Muita gente ainda acredita que investir diretamente no exterior seja algo extremamente complexo de ser feito e que envolve muita burocracia. Se isso já foi verdade, hoje felizmente não é mais. Com a Stake é possível acessar mais de 6.000 ações e ETFs com corretagem 100% gratuita diretamente do seu celular, em um processo rápido e descomplicado. E o melhor: é possível converter os seus BDRs em ações americanas totalmente de graça. Para fazer isso, basta entrar em contato com a sua corretora e fornecer os seguintes dados para que a transferência seja realizada:

 

Corretora estrangeira: DriveWealth LLC

Número DTC (clearing): 2402

Sua conta Stake: STKE001 + o número de 10 dígitos da sua conta Stake (você pode encontrar o número da sua conta, tanto no app quanto na versão web, clicando no ícone do bonequinho, no perfil).

 

Algumas corretoras podem pedir dados adicionais. Para mais informações, você pode entrar em contato com nosso suporte pelo email brsuporte@hellostake.com. 

 

Feito isso, basta aguardar que seus BDRs serão convertidos em ações das companhias americanas listadas diretamente nas bolsas dos Estados Unidos! Assim, você consegue realizar operações com mais liquidez e com uma diversidade de ativos que apenas a bolsa de valores americana oferece. Transfira já seus BDRs para a Stake e se torne um investidor verdadeiramente internacional.

 

 

*Esse conteúdo é apenas para informação e não deve ser entendido como uma oferta ou recomendação de investimentos. Performance passada não garante resultados futuros.


Não tem o app da Stake?

Saia na frente! Ganhe uma ação da Nike, Dropbox, GoPro ou uma ação surpresa se você fizer um depósito mínimo de R$1.000 nas primeiras 24h após a abertura da conta.


Relacionados