Share

Spotlight: The Coca-Cola Company (KO)

5 horas de pesquisa, 5 minutos de leitura. Destaque para as ações de Wall Street. Saiba mais sobre a Coca-Cola.

Como a maior empresa de bebidas não-alcoólicas do mundo, a Coca-Cola atingiu um valor de mercado de US $ 260 bilhões. Leia sobre como um modelo de negócios não convencional pôde transformar um fabricante de refrigerantes com baixa margem de lucro em uma das 50 maiores empresas do mundo.

 

1,9 bilhão de unidades de produtos Coca-Cola são consumidos diariamente. Em um mercado de margens relativamente baixas, onde o volume de vendas é a chave do sucesso, a Coca triunfou em pouco mais de um século de operação.

 

Império de Xaropes

 

A maioria dos modelos de negócios é previsível e faz sentido superficialmente. Como a Amazon, a Tesla e a Apple ganham a maior parte de seu dinheiro é claro e direto. Você poderia pensar que é o caso da Coca-Cola, mas a empresa tem um dos modelos de negócios mais exóticos do planeta.

 

Sim, a Coca-Cola ganha dinheiro vendendo refrigerantes. Não, eles próprios não produzem garrafas ou latas de bebidas. A Coca-Cola fornece amplamente seus concentrados e xaropes para centenas de agências de engarrafamento em todo o mundo, que adicionam água e gás carbônico à bebida antes de engarrafar e revender.

 

A Coca trabalha com 225 parceiros de engarrafamento em 900 fábricas de todo o mundo. Embora os parceiros de engarrafamento possam desempenhar algum papel nas campanhas de marketing e distribuição locais, uma vez que a produção esteja finalizada, é a Coca-Cola quem é responsável por fazer com que as latas cheguem às mãos dos consumidores.

 

Esses engarrafadores são geralmente companhias privadas, mas a Coca-Cola Bottling Co e a Coca-Cola Europacific Partners são ambas empresas norte-americanas listadas que operam exclusivamente como parceiras de engarrafamento da Coca. Eles têm um valor de mercado de US $ 5bi e US $ 25bi, respectivamente.

 

As finanças

 

Novamente diferente do padrão, a Coca divide sua receita em regiões geográficas e linhas de investimento. A maioria das empresas divide a receita de acordo com suas linhas de produtos.

 

Sem surpresa, um terço de sua receita provém da América do Norte. As próximas maiores regiões em ordem são EMEA (Europa, Oriente médio e África); APAC (Ásia e Pacífico) e, por fim, a América Latina. Eles também relatam seus “investimentos em engarrafamento” e “empreendimentos globais” em seus números de receita trimestrais. Juntos, esses segmentos totalizaram cerca de US$ 38 bilhões no ano passado.

 

Este número está crescendo desde 2019, mas cerca de 20% abaixo das altas de receita vistas em 2012. Seu segmento de negócios com melhor crescimento foi produtos de “nutrição, sucos, lácteos e vegetais”. Isso é impulsionado por consumidores mais preocupados com a saúde, bem como pela Coca atendendo mais de perto esse mercado com novas linhas de produtos.

 

A Coca-Cola também paga dividendos de cerca de 2,9% ao ano.

 

Tudo sobre a lata vermelha

 

Apesar de ter centenas de produtos em centenas de países, a clássica Coca-Cola vermelha em lata continua sendo o produto dominante da empresa. Uma das marcas mais reconhecidas do planeta, o impacto da Coca na cultura moderna vem da bebida doce marrom.

 

Na verdade, a Coca desempenhou um grande papel ao adicionar uma ilustração ao Papai Noel moderno. Anteriormente sem rosto, as campanhas publicitárias dos anos 1930 pintavam o Papai Noel como um personagem jovial com uma barba vestida de vermelho. Foi a primeira vez que uma imagem do Papai Noel foi transmitida para as massas. A influência da Coca permanece viva até hoje.

 

O consumidor também é muito conservador em relação ao principal produto da companhia.

 

Em 1985, diante da queda da participação de mercado da Pepsi, a Coca passou por uma mudança de sabor. Eles decidiram mudar sua receita para incluir xarope de milho com alto teor de frutose, um produto conhecido como New Coke. 79 dias após o início do experimento, a New Coke foi retirada das prateleiras e a Coca-Cola Classic foi reintegrada. Curiosamente, isso levou ao aumento das vendas de Coca. No final do ano, o crescimento das vendas da Coca dobrou o da Pepsi, depois de mostrar sua lealdade ao cliente americano.

 

Bebidas Padrão

 

Como a maior empresa de bebidas não alcoólicas do mundo e sendo detentora de uma marca icônica, o sucesso no mercado de cerveja, vinho e destilados parece um tanto inevitável.

 

Na verdade, os maiores mercados, como a cerveja, provavelmente estão bem estabelecidos para entrar agora. Nomes como AmBev e Asahi dominam tanto o mercado que os únicos estreantes de sucesso são variedades de cerveja artesanal muito locais.

 

As oportunidades estão nos álcoois emergentes. Seltzer é uma dessas categorias. Pela primeira vez desde 1983, a Coca-Cola voltou a entrar no mercado de álcool nos Estados Unidos com seu seltzer TopChico. A bebida agora se espalhou para outros mercados, incluindo a Austrália.

 

E para aqueles que ainda não têm certeza, é verdade, a Coca de fato incluía substâncias ilícitas muitos anos atrás.

 

*Esse conteúdo é apenas para informação e não deve ser entendido como uma oferta ou recomendação de investimentos. Performance passada não garante resultados futuros.

Clique aqui para acessar as ações disponíveis na Stake.


Não tem o app da Stake?

Saia na frente! Ganhe uma ação da Nike, Dropbox, GoPro ou uma ação surpresa se você fizer um depósito mínimo de R$500 nas primeiras 24h após a abertura da conta.


Relacionados