Share

Spotlight: Nike

5 horas de pesquisa, 5 minutos de leitura. Destaque para as ações de Wall Street. Saiba mais sobre a Nike, Inc

Carregar o nome da deusa grega da vitória pode parecer um tanto quanto presunçoso, mas se você é a maior marca de esportes do planeta, talvez o título seja adequado. Em menos de 60 anos de existência, a Nike revolucionou a forma como tênis são feitos e usados ao redor do mundo e se tornou uma das marcas mais reconhecidas da história.

 

Originalmente chamada Blue Ribbon Sports, a empresa surge no interior do Oregon para atuar como uma distribuidora de Onitsuka Tigers, um dos tênis mais icônicos já produzidos. Os negócios iam bem, com grande número de vendas. Porém, eventualmente em 1971 o contrato de distribuição seria rompido, mas isso já não seria problema: a essa altura Bill Bowerman já havia criado seus primeiros tênis com solado feito em máquinas de waffles. Isso permitia que os calçados fossem mais leves e tivessem maior aderência ao solo. Em breve os modelos cairiam nas graças de milhões de atletas e praticantes de esporte ao redor do mundo.

 

Munido de uma tecnologia revolucionária, a companhia muda de nome para Nike e passa a adotar o “swoosh” como logo, hoje reconhecido nos quatro cantos do planeta. Cinquenta anos depois, a Nike é uma companhia com mais de 76 mil funcionários e mais de 720 lojas no mundo todo, com faturamento superior a US$12 bilhões apenas no último trimestre.

O Salto

Outro grande divisor de águas na história da Nike foi o lançamento do Air Jordan em 1985. Na época a companhia patinava, tendo de lidar com concorrentes com maiores receitas como a Adidas e a Converse, que era a favorita dos jogadores da NBA naquele momento. Tudo mudaria com um contrato fechado com Michael Jordan, uma das maiores estrelas do basquete de todos os tempos.

 

Além de US$500 mil pelo contrato, Jordan teria um tênis criado sob medida (o Air Jordan) e receberia bônus em stock options proporcionais à quantidade de tênis vendidos. Esse provavelmente seria o maior acerto da história da Nike, já que a remuneração variável fez com que Jordan se empenhasse para que o tênis fosse um sucesso. 36 anos depois, a linha Air Jordan é a principal fonte de receitas da companhia, vendendo mais do que toda a linha de futebol e de training juntas, faturando mais de US$4,7 bi apenas em 2021.

 

Vitórias e derrotas

Depois de conquistar o pódio dos tênis de basquete com o Air Jordan, roubando os holofotes que antes pertenciam à rival Converse, a Nike acabou adquirindo a concorrente em 2003. Até hoje a marca permanece em seu portfólio de produtos, mas nem todos os investimentos da companhia foram tão bem sucedidos assim.

 

Em 2002 a Nike adquiriu a fabricante de surfwear Hurley e em 2007 realizou a aquisição da marca esportiva Umbro, com grande penetração no mercado de futebol ao redor do mundo. Infelizmente a sinergia das marcas foi pouca, o que levou a companhia a realizar desinvestimentos, se desfazendo da Umbro em 2012 e da Hurley em 2020.

 

 

Jogando em equipe

Apesar de contar com mais de 76 mil funcionários e ser uma das principais marcas de calçados do planeta, a Nike não é dona nem administradora de absolutamente nenhuma fábrica. Todas as 515 fábricas fornecedoras da companhia são terceirizadas, o que permite que a empresa foque no design e desenvolvimento de novos produtos, sem se preocupar com gestão industrial.

 

Ao pensar em fornecedores da Nike, muito provavelmente a primeira imagem que lhe vem à cabeça são de condições precárias de trabalho em fábricas chinesas, mas esse cenário está mudando. Não apenas a companhia vem estabelecendo metas de melhorias de condições de trabalho para contratar fornecedores, mas também a própria localização deles vem mudando. Com o enriquecimento do gigante asiático nas últimas décadas, as indústrias foram forçadas a se mudarem para o sudeste asiático. Hoje 51% das fábricas fornecedoras da Nike ficam no Vietnã e outros 24% ficam na Indonésia.

 

Por isso mesmo a companhia vem sofrendo com os efeitos dos lockdowns realizados no Vietnã para conter o avanço da pandemia da Covid-19. Como qualquer varejista, a Nike foi muito impactada com os efeitos da crise causada pela pandemia, porém a baixa alavancagem financeira acabou permitindo à empresa atravessar o cenário conturbado relativamente inabalada: se hoje a dívida total da companhia é de US$12,8 bi, o caixa da companhia cobre com folga, somando US$13,7 bilhões.

 

 

Medalha de ouro

À exceção dos mercados de luxo, o varejo de moda não é conhecido por ter margens de lucro muito elevadas. Esse não é o caso da Nike. Com uma margem de lucro bruta de 46%, a fabricante de artigos esportivos daria inveja a Bernard Arnault e à turma da Louis Vuitton. E não se engane pensando que isso é comum: a média do setor é de 35%.

 

As receitas também vêm crescendo, somando US$12,2 bilhões no último trimestre, crescimento de 16% em relação a 2020, que foi um ano atípico. A companhia aproveitou o momento de isolamento social para expandir suas vendas diretas por ecommerce, que subiram 29%, totalizando US$4,7 bilhões. O maior crescimento veio no setor de roupas e equipamentos esportivos, que cresceram 20% e 25% respectivamente. No entanto, o volume principal segue sendo de calçados, responsáveis por US$7,7 bi em faturamento.

 

Entre os desafios enfrentados pela companhia estão o aumento das despesas administrativas, que cresceram 20% no último trimestre, causado principalmente pelo aumento nos salários, somando US$ 3,6 bilhões. Além disso, a Nike ainda sofre com uma alta concentração geográfica: das suas 1.048 lojas, 325 estão localizadas nos EUA. E a empresa sofre para crescer no mercado chinês, sendo o mercado de menor crescimento da companhia, mesmo tendo mais de um bilhão de consumidores potenciais.

 

Nos últimos três anos a receita da companhia vem crescendo a uma média de 7,41% ao ano. Com esse ritmo de crescimento, em menos de dez anos o faturamento da empresa dobraria, porém esse pode ser um feito difícil de ser realizado para uma companhia que fatura dezenas de bilhões de dólares anualmente. O desafio pode ser difícil, mas certamente os investidores esperam que a Nike seja fiel ao seu slogan: just do it.

 

*Esse conteúdo é apenas para informação e não deve ser entendido como uma oferta ou recomendação de investimentos. Performance passada não garante resultados futuros.

Clique aqui para acessar as ações disponíveis na Stake.


Não tem o app da Stake?

Saia na frente! Ganhe uma ação da Nike, Dropbox, GoPro ou uma ação surpresa se você fizer um depósito mínimo de R$500 nas primeiras 24h após a abertura da conta.


Relacionados


Stake logo
Esse ambiente virtual é gerido por uma companhia brasileira (Ativa Investimentos) e uma companhia Australiana (Stake), estando sujeito à regulação de diversas jurisdições. Para maiores informações clique aqui.
A Stakeshop Pty Ltd. (“Stake”) é autorizada a funcionar na Austrália sob o registro regulatório ACN n. 610 105 505 perante a Australian Securities and Investments Commission. A Stakeshop Pty Ltd., empresa australiana que presta seus serviços a partir da Austrália, não está autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a oferecer diretamente serviços de distribuição de valores mobiliários a investidores residentes, domiciliados ou incorporados na República Federativa do Brasil. Nada aqui deve ser entendido como uma oferta direta de serviços endereçados a esses investidores. Nos termos do parecer de orientação CVM n. 33 de 30.09.2005, entidades estrangeiras reguladas em seus respectivos países (como a Stake) que desejarem ofertar seus serviços de intermediação a clientes residentes no Brasil devem contratar um intermediário devidamente autorizado pela CVM. Nesse sentido, a Stakeshop Pty Ltd. contratou a Ativa Investimentos S.A. Corretora de Títulos, Câmbio e Valores para conduzir a sua oferta de serviços a residentes no Brasil, respeitando assim as diretrizes apontadas pela Comissão de Valores Mobiliários do Brasil. Por se tratar de investimento realizado diretamente nos Estados Unidos da América por meio da Stakeshop Pty Ltd. e da Ativa Investimentos S.A. Corretora de Títulos, Câmbio e Valores, o investidor dever ter conhecimento do idioma e da regulação local. Os serviços prestados pela Stakeshop Pty Ltd., Ativa Investimentos S.A. Corretora de Títulos, Câmbio e Valores, e demais parceiros das companhias no exterior e no Brasil, não devem ser entendidos como uma oferta de valores mobiliários direcionados a esses investidores. Os investidores residentes, domiciliados ou incorporados na República Federativa do Brasil que se tornaram ou venham a se tornar clientes da Stakeshop Pty Ltd. por meio da Ativa Investimentos S.A. Corretora de Títulos, Câmbio e Valores podem entrar em contato no seguinte endereço eletrônico: stake@ativainvestimentos.com.br. Os investimentos oferecidos pela Stakeshop Pty Ltd. e administrados pela DriveWealth LLC. são protegidos pelo regulador americano (i.e., SIPC) em valores até US$ 500.000 (incluindo US$ 250.000 em solicitações de pagamento em dinheiro). Verifique as condições gerais no site www.sipc.org. Lembre-se de que, embora a diversificação possa ajudar a espalhar riscos, ela não garante lucro nem protege contra perdas. Sempre existe o potencial de perder dinheiro quando você investe em valores mobiliários ou outros produtos financeiros. Os investidores devem considerar cuidadosamente seus objetivos e riscos de investimento antes de investir. O preço de um determinado título pode aumentar ou diminuir com base nas condições do mercado e os clientes podem perder dinheiro, incluindo seu investimento original. As informações fornecidas neste site são de natureza geral e não pretendem substituir um aconselhamento individualizado e específico sobre impostos, leis ou planejamento de investimentos. Os investidores devem se informar e, quando apropriado, consultar um profissional sobre possíveis consequências fiscais associadas à oferta, compra, posse ou alienação de ações de acordo com as leis de seu país de cidadania, residência, domicílio ou incorporação. Alterações legislativas, administrativas ou judiciais podem modificar as consequências tributárias e, como é o caso de qualquer investimento, não há garantia de que a posição fiscal ou a posição tributária proposta que prevalece no momento em que um investimento é realizado durará indefinidamente. Nada neste site deve ser considerado uma oferta, recomendação, solicitação de oferta ou conselho para comprar ou vender qualquer título. Veja todos os avisos importantes sobre investimentos. A marca Stake está registrada na Austrália sob as classes 9 e 36. A Stakehop Pty Ltd. está registrada com CNPJ número 31.334.703/0001-80. Para mais informações sobre a Ativa, clique aqui.