1. The Stake Desk
  2. De Olho em Wall Street
  3. Investir para alcançar a independência financeira com Raul Sena

Investir para alcançar a independência financeira com Raul Sena

Conversamos com Raul Sena, fundador do “Investidor Sardinha” e criador do curso “Única Verdade Possível (UVP)”, que tem como objetivo transformar alunos em investidores em até oito semanas, para saber sua trajetória no mundo dos investimentos.

Como começou sua história com os investimentos?

Não tive educação financeira em casa, muito menos na escola. Entretanto, por volta dos meus 19 anos, comecei a investir na Bolsa de Valores por conta própria. Perdi muito dinheiro, principalmente porque comecei a investir em estatais (Eletropaulo e Banco do Brasil) pouco tempo antes das manifestações da época. Foi terrível, mas eu não desisti. Conheci Benjamin Graham e Philip Fisher, estudei muito sobre o assunto, empreendi e, aos 25 anos, conquistei a minha independência financeira.

Ser independente financeiramente tão jovem é uma grande realização. Para você, qual é o caminho para o sucesso?

Estudar é o caminho. O conhecimento nos leva longe e, no mundo de hoje, o conhecimento está por toda parte e é necessário querer e agir porque não dá pra esperar a independência financeira cair do céu. É preciso investir para alcançar este marco. Dinheiro não é tudo na vida, mas compra a coisa que mais vale a pena ter: liberdade.

Quando você decidiu criar o canal no YouTube e qual importância de produzir conteúdos sobre investimentos, finanças e educação financeira?

O primeiro vídeo do canal foi gravado em 2019. Comecei o Investidor Sardinha por conta de uma provocação de outro criador de conteúdo – e agradeço por isso ter acontecido. No começo, era complicado, não tinha a menor intimidade com a câmera. Hoje, as coisas fluem muito bem e, justamente por saber da importância desse tipo de conteúdo, eu tenho energia para produzir e impactar positivamente quem me acompanha.

Qual o objetivo do Única Verdade Possível (UVP) e quantas pessoas já foram impactadas?

O objetivo do Única Verdade Possível (UVP) é transformar os alunos em investidores em um prazo de oito semanas. Independentemente da formação prévia, das vivências individuais de cada pessoa, a intenção do UVP é abrir uma nova ótica pessoal em relação ao dinheiro, à liberdade e à organização financeira, além de, é claro, abordar com clareza todos os tipos de investimentos de modo geral. Indo da teoria à prática, são mais de 120 aulas, mais de 1.790 investidores formados e dois milhões de pessoas impactadas. A ideia de criar o curso veio da vontade de oferecer um treinamento mais profundo para que os alunos aprendam tudo que precisam antes de investir na Bolsa de Valores, de forma segura e coerente, e para que saibam atuar de forma autônoma no mercado. Literalmente, com o curso, é possível sem um investidor internacional em 8 semanas.

Você considera importante investir fora do Brasil? Por quê? Atualmente, você tem mais posições no Brasil ou no exterior?

Acho fundamental! Hoje, a minha maior posição é em criptomoedas. Depois disso, em ações americanas e, aí sim, no Brasil e na Ásia como um todo.

Você acredita que, em breve, mais brasileiros vão entrar no mercado de ações fora do Brasil, sobretudo nos Estados Unidos?

Eu acredito que sim, mas é um processo. Devemos levar em consideração que a Bolsa de Valores teve um grande crescimento nos últimos três anos, o que já mostra um investidor com perfil moderado e / ou agressivo. Falo muito sobre investir fora, principalmente nos Estados Unidos. No meu canal, tem bastante vídeos com dicas para quem tem essa vontade. Plataformas como a Stake, criadas para brasileiros, são ótimas pontes para esse processo.

O acesso ao investimento hoje está mais democratizado do que quando você começou? A que você atribui essa mudança?

Acredito que está sim. A internet abriu várias oportunidades para quem está realmente disposto a ir além. Além de conteúdos gratuitos e de fácil acesso, tem uma infinidade de cursos que ensinam passo a passo, o mercado está mais aberto e traz opções que atendem aos diversos tipos de renda e interesse. Essa mudança vem acontecendo porque mais pessoas estão sentindo a necessidade de mudar sua relação com o dinheiro e de ter mais preparo para enfrentar momentos de crise, como o que estamos vivendo com a pandemia.

 

*Esse conteúdo é apenas para informação e não deve ser entendido como uma oferta ou recomendação de investimentos. Performance passada não garante resultados futuros. As opiniões expressadas nesse artigo são do entrevistado e não representam necessariamente a opinião da Stake.


Relacionados